Beabá da Casa Nova – imovelclass.com.br

Vamos continuar conversando?

Financiamento de imóveis rurais
02/03/2012
Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Agrário oferece aos trabalhadores rurais que não possuem terra, ou possuem uma pequena área própria para cultura, uma modalidade de financiamento chamada Crédito Fundiário, destinado a facilitar o financiamento de imóveis rurais.

O financiamento de imóveis rurais através do Crédito Fundiário é mantido pelo Governo Federal, com participação do Banco Mundial, Governos Estaduais e diversos outros órgãos.

Com o recurso financiado pode ser adquirido imóvel rural ou terra, realizar investimentos básicos como construção de cisternas, animais, lavoura, instalações, açudes, etc. ou investir em assistência técnica e capacitação.

Os custos do financiamento de imóveis rurais, que foram reduzidos em 30% se comparado ao projeto inicial do Crédito Fundiário, tem seu mecanismo de financiamento rural melhorado, reduzindo o preço da terra.

Os juros giram em torno de 2% ao ano, para financiamentos de imóveis rurais de até R$ 5 mil, chegando ao máximo de 5% em caso de financiamento de imóvel rural de valor compreendido entre R$25mil e R$40 mil.

Em caso de pagamento da parcela até o vencimento, há a redução de 15 a 40% sobre o valor, dependendo da região, sendo o bônus maior para a região do semi-árido nordestino, e algumas áreas de MG e ES.

O prazo para pagamento, que também varia de acordo com o valor financiado, vai de 14 anos, para pagar até R$15 mil, com 24 meses de carência e 17 anos para valor superior a R$ 15 mil, mantendo-se o prazo de carência para iniciar os pagamentos.

Mais informações sobre o financiamento de imóvel rural podem ser adquiridas em um dos parceiros do programa, como Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (cada região tem o seu sindicato), Federações dos Trabalhadores na Agricultura [FETAG], Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura [CONTAG], Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul [FETRAF SUL] e Governos Estaduais e Municipais.

O Proger Rural também é uma modalidade de financiamento que facilita a aquisição de imóvel rural a uma pequena taxa de juros. Para simular um financiamento Proger Rural, procure uma agência da Caixa.

5 respostas para “Financiamento de imóveis rurais”

  1. EVERTON disse:

    TENHO EM VISTA UMA PROPRIEDADE RURAL DE 10 HECTARES QUERO FINANCIA LA GANHO 2,800,OO QUERO DAR DE ENTRADA 10.000,00 E FINANCIAR 80.000,00 COMO FAÇO

  2. zemer disse:

    veja essa modalidade de financiamento rural

    • josé disse:

      gostaria de mais enformaçao sobre o financiamento rural, qual a forma de pagamento e com faço para adquirir um financiamento.espero resposta

      • Beabá da Casa Nova disse:

        Olá José, obrigado por teu contato!
        Você procura através de um banco específico ou ainda está pesquisando? A Caixa por exemplo tem o Programa Nacional de Crédito Fundiário, oferece condições para que trabalhadores rurais com pouca ou sem nenhuma terra possam comprar um imóvel rural. Além da terra, o agricultor pode, por meio do financiamento, construir sua casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente. O financiamento tanto pode ser individual quanto coletivo. Aqui você encontra os passos de como funciona, a documentação, os prazos: http://www1.caixa.gov.br/gov/gov_social/municipal/programas_habitacao/cred_fundiario/saiba_mais.asp

        Aqui há mais informações também: http://www.canaldoprodutor.com.br/sobre-sistema-cna/projetos-e-programas/minha-casa-minha-vida-rural

        O Banco do Brasil tem o Plano Nacional de Habitação Rural que é componente do Programa Minha Casa Minha Vida e objetiva reduzir o déficit habitacional rural, incentivando a manutenção da família no campo e oferecendo moradia digna por meio de reforma ou da construção de novas moradias. Neste programa podem participar os produtores rurais familiares com Renda Bruta Anual Familiar de até R$ 60 mil. Para serem considerados beneficiários, devem garantir o cumprimento de todas as exigências do Programa e do apoio das Entidades Organizadoras, como as de seu município.

        Seguem abaixo as exigências do programa:
        – não ser/ter sido beneficiário de programas habitacionais;
        – sem financiamento imobiliário ativo, no âmbito do SFH;
        – sem restrições no CADIN ou junto à Receita Federal;
        – não ser detentor de área superior a quatro módulos fiscais;
        – não ser proprietário, cessionário ou promitente comprador de imóvel residencial em qualquer localidade do território nacional;
        São divididos em grupos ( G1, G2, G3) de financiamento, por característica de grupo familiar, veja aqui.

        Esperamos ter te ajudado! Ficamos à disposição.

Deixe uma resposta